Blog Medicina Felina

O GATO E A TOXOPLASMOSE

"Por
Leila Sena
Sou médica veterinária, atuo em Brasília, e a minha paixão e especialidade são o
Usuário está desligado
Nov 10 "Em 0 Comentários

É uma zoonose, isto é, a transmissão se dá entre homens e animais.


É um parasita intracelular obrigatório e apresenta 3 estágios:


Oocistos – liberado nas fezes
Taquizoítos (transplantes, transfusão) e  Bradizoítos – encontrados nos tecidos


O gato é o hospedeiro definitivo. Apesar  disso, eles costumam liberar oocistos uma única vez durante sua vida.  O que reduz o risco do dono e outros animais se infectarem, caso o gato tenha tido um dia contato com o Toxoplasma gondii.
No caso de gatos que estão imunossuprimidos (em tratamento com drogas imunossupressoras ou com FeLV ou FIV), a liberação de oocistos pode ocorrer mais vezes durante a vida do animal, enquanto estiver imunossuprimido.


As três principais formas de transmissão são a infecção congênita, ingestão de tecidos contaminados e ingestão do oocisto em alimentos e água contaminada. Outras formas de infecção (menos freqüentes) incluem a transfusão de fluidos e transplantes de órgãos.
O gato se contamina principalmente pela ingestão de tecidos contaminados de outros hospedeiros (ex: ratos). Ao ingerir os bradizoítos, no estômago e intestino, ocorre a liberação destes bradizoitos pela ação do suco gástrico. Estes irão penetrar as células epiteliais do intestino e partir deste momento, inicia-se a liberação de oocistos não esporulados pelas fezes.


Os oocistos eliminados, inicialmente ,são não esporulados e estes NÃO são infectantes.


O oocisto pode esporular entre 1 a 5 dias, quando exposto ao ar e umidade, e a partir deste momento o mesmo se torna infectante. Portanto, quando o gatinho utilizar a liteira, deve-se retirar as fezes, com pá  ( mulheres grávidas devem ainda utilizar luvas) e quanto menos tempo ficar na liteira, menor a chance do oocisto esporular e assim apresentar algum risco para a família. Lembrando que todo gatinho gosta de “seu banheirinho” limpo, portanto, faça a limpeza diária, pois além do gatinho se sentir melhor, você diminui o risco de infectar seu ambiente.


Vamos a um pequeno detalhe, caso seu gato tenha tido contato com o oocisto e apresente a toxoplasmose, leve em consideração que, como o oocisto esporulado está nas fezes, você só tem chance de se contaminar caso manipule as fezes sem luva e as leve a boca, e essas fezes precisam estar a um tempo no ambiente. O que consideramos pouquíssimo provável já que deve-se sempre lavar as mãos após manipular a caixa de areia do seu gato.
Além disso  gatos que  sempre viveram em apartamentos, apresentam chance próximo a zero de se infectar, já que geralmente não entraram em contato com tecidos de outros hospedeiros, pois não costumam caçar.


Como se pega toxoplasmose?

Pela ingestão de água contaminada, ou alimentos crus e mal lavados. Talvez, por uma transfusão ou transplante.


Dessa forma, você que está grávida, deve redobrar o cuidado com o que se alimenta, ao invés de se livrar de seu gato, como alguns médicos indicam.

 

** referências com a autora. Dúvidas ou sugestões, por favor, entre em contato pelo email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

Tags: zoonoses felinos, gatos, Toxoplasmose, toxoplasmose e gravidas
Acessos: 2587

Sobre o autor

Leila Sena

Sou médica veterinária, atuo em Brasília, e a minha paixão e especialidade são os felinos.

Comentários

"Por favor